Periquito Australiano

5.00 avg. rating (98% score) - 5 votes

Periquito Australiano é uma das aves mais comuns como animal de estimação. É uma ave da família dos psitacídeos, onde também estão as calopsitas, os papagaios, araras e muitos outros. É uma ave de pequeno porte, com média de 16cm, e expectativa de vida de cerca de 12 anos. Pode aprender a falar e fazer truques, demonstrando ser uma ave bastante inteligente. Adoram brinquedos como escadinhas, balanços, bolinhas etc.
Na natureza, é encontrada no interior da Austrália, geralmente locais áridos e não em florestas. As primeiras aves foram levadas para Europa por volta de 1840, se adaptando facilmente ao contato humano, de onde passaram a ser reproduzidas e vendidas.

A manutenção dessas aves em cativeiro é bastante simples. As aves podem ser criadas em gaiolas, viveiros, aviários etc, desde que limpos diariamente, com alimentação adequada, e água limpa disponível. Em locais frios se recomenda a utilização de abrigos nos viveiros, onde as aves podem ficar abrigadas principalmente de noite. Os abrigos devem ter tamanho adequado para acomodar os animais, principalmente se tiver filhotes.

A alimentação dos periquitos é bastante ampla, sendo composta por sementes, frutas, verduras e legumes. Existem também rações peletizadas que são bem aceitas pelas aves, encontradas nas lojas de petshop. As frutas que podem ser oferecidas, apesar de não muito apreciadas pelos periquitos, são: maça, banana, mamão, pera etc. As verduras que mais gostam são: almeirão, couve, espinafre, catalônia, entre outras. Geralmente as verduras de cor mais escuras, bem limpas e lavadas adequadamente. Os legumes devem ser cozidos antes de oferecidos, caso contrário a ave não aceitará.

Rações peletizadas podem substituir as sementes, são encontradas várias marcas. A mudança da alimentação de sementes para ração pode demorar alguns dias e até semanas dependendo da ave. As misturas de sementes mais encontradas nas lojas contém alpiste, painço, girassol, milho etc, variando conforme a marca. Quando for adquirir essas misturas é muito importante verificar se no pacote não há bolor, sementes estragadas e parasitas. Sempre verifique a data de validade e evite comprar pacotes a granel.

A reprodução é bastante simples, sendo que atingem a maturidade sexual com menos de 1 ano, sendo que algumas podem se reproduzir com apenas 5 meses. Deve ser colocado um ninho na gaiola, de tamanho adequado para a mãe e os futuros filhotes. As fêmeas colocam em média de 4 a 6 ovos, e tem um período de incubação de 16 a 18 dias. Depois que os filhotes nascem, a mãe costuma alimentá-los, então não há necessidade de dar papinha.

Com relação a sua saúde, o periquito é uma ave bastante resistente, sendo os problemas mais comumente vistos a sarna de bico, retenção de ovo nas fêmeas, verminoses, má nutrição, etc. Sempre que possível avise seu veterinário sobre algum problema que sua ave esteja passando.

M.V. Thalita Queté – CRMV 28542
Atendimento em domicílio para animais silvestres e exóticos
(11) 97169-0827 / 94906-1346
www.draquete.vet.br

Publicado em 14 de junho de 2013

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não