Ortopedia Veterinaria

Ortopedia Veterinaria
14 votes, 4.86 avg. rating (96% score)

A ortopedia veterinária é a área da Medicina veterinária que estuda a fisiologia e patologias músculo esquelética dos animais. A procura pelo Ortopedista Veterinário vem crescendo muito nos últimos dez anos e hoje se torna uma especialidade muito importante e suas patologias estão na rotina da Medicina veterinária. Ainda não há subdivisões na ortopedia veterinária como na Medicina humana que existem especialistas apenas em joelho, ombro, coluna e etc.

Ortopedista Veterinário

No Brasil os títulos são de “especializado” o qual se faz um curso de pós graduação lato senso aprovado pelo Mec e hoje existem muitos locais que oferecem este curso ao Médico veterinário, tendo esses aulas praticas e estágios em hospitais obrigatórios.
No Brasil temos a Associação Brasileira de Ortopedia Veterinária – OTV – que configura uma entidade de classe, cuja finalidade é promover o crescimento desta área, através de cursos e congressos (estaduais ou nacionais) sempre unindo os profissionais especializados que atuam na ortopedia veterinária.

Displasia Coxofemoral

A displasia coxofemoral é o desenvolvimento anormal da articulação coxofemoral, o qual se inicia por uma frouxidão e progride para uma doença articular degenerativa. A etiologia da doença é multifatorial, porém são considerados fatores importantes à genética, o ambiente e a nutrição.

Raças de cães mais afetadas pela Displasia Coxofemoral

A maioria dos cães afetados pertence às raças de porte médio a gigante, mas a cada dia que passa mais tem se apresentado em raças de pequeno porte. As raças mais acometidas ultimamente são Golden Retriver, Labrador, Rottweiler, Pit Bull, Boxer entre outros.

Cuidados com cães em fase de crescimento

O cuidado é muito importante principalmente na fase de crescimento do cão, ele deve ficar em piso aderente, ou melhor, grama ou terra e nunca em piso liso, pois isso irá favorecer para uma piora do cão que possui uma displasia coxofemoral. A alimentação também é super importante, pois uma ração de boa qualidade não necessita de nenhum tipo de suplemento alimentar.

Diagnostico e sinais clínicos da articulação coxofemural

O diagnóstico clínico é baseado em anamenese, sinais clínicos, avaliação do modo de andar e palpação da articulação coxofemoral. Contudo, o diagnóstico definitivo é feito por métodos de imagem, tais como radiografia pélvica ventrodorsal, como recomendado pelo Colégio Brasileiro de Radiologia Veterinária (CBRV) ou pela “Orthopedic Foundation for Animals” (OFA), radiografia em distração segundo método PennHip, medida da subluxação dorsolateral da cabeça femoral e métodos tomográficos, entre outros.

Avaliação do Ortopedista Veterinário

O ideal seria procurar um Ortopedista veterinário com cães de 4 a 5 meses de idade para uma avaliação se o cão tem displasia e um retorno com 10 a 12 meses de idade para uma segunda avaliação.

Considerações finais:

A displasia coxofemoral vem aumentando muito no Brasil sendo uma das patologias mais frequentes na Ortopedia Veterinária, o tratamento depende da idade, do grau da lesão e da presença de outras afecções, porém os tratamento incluem alívio da dor, melhora da função e qualidade de vida.

Colunista: Dr. Eloy Curuci

Dr. Eloy Curuci. Especializado em Ortopedia e Traumatologia Veterinária CRMV-SP 15845 Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Paulista em 2002.

Colunista: Dr Eloy Curuci. Especializado em Ortopedia e Traumatologia Veterinária CRMV-SP 15845 Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Paulista em 2002. Especialização em Cirurgia de Pequenos Animais, com ênfase em Cirurgia e Ortopedia pela UMESP, concluído em março de 2004. Especialização em Ortopedia e Traumatologia em Pequenos Animais pela Anclivepa-Sp, com conclusão em 2010. Pós graduando no Curso de Especialização em Ortopedia Veterinária (Princípios Ortopédicos no Tratamento de Fraturas em Animais Domésticos) pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo FMVZ/USP. Certicate AOVET- Small Animals Principles of Fracture Treatment Course – Jul 22-24, 2010. Google+

Postado por

Colunista: Dr Eloy Curuci. Especializado em Ortopedia e Traumatologia Veterinária CRMV-SP 15845 Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Paulista em 2002. Especialização em Cirurgia de Pequenos Animais, com ênfase em Cirurgia e Ortopedia pela UMESP, concluído em março de 2004. Especialização em Ortopedia e Traumatologia em Pequenos Animais pela Anclivepa-Sp, com conclusão em 2010. Pós graduando no Curso de Especialização em Ortopedia Veterinária (Princípios Ortopédicos no Tratamento de Fraturas em Animais Domésticos) pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo FMVZ/USP. Certicate AOVET- Small Animals Principles of Fracture Treatment Course – Jul 22-24, 2010. Google+

4 comentários

  1. Ananelia Alves

    Tenho um gato com 5 anos que foi diagnosticado com displasia coxofemural. Eu me referia nas consultas que ele, ao levantar-se mancava, mas os vet. diziam que ele não tinha nada. O 3º pediu imagem e o diagnóstico foi de displasia. É u britânico, com 5 anos de idade.

  2. Goreti

    Boa tarde, tenho uma Golden Sol de cinco anos ela nasceu com a displasia agora após uma depressão pela morte do meu Pai parece que a doença está mais aparente, pouco esforço ela já tem uma dificuldade para andar o veterenário falau que não tem muito o que fazer…fisioterapia e remédio para dor…como sua especialização é ortopedia existe algo ou injençao que possa ajudar na catilagem ou outra solução.
    Minha tristeza em ver minha filha Sol desta forma é muito grande…estou disposta em fazer tudo o que for possível.

    Obrigada

    • Pet Shop Portal

      Recomendamos que procure outro especialista em ortopedia veterinária para que ele faça uma avaliação mais criteriosa.

  3. Alice

    Minha Chow de 4 anos e meio foi diagnosticada com displsia coxo femural grave com indicação cirúrgica. Gostaria de uma nova avaliação com especialista e possiveis tratamentos alternativos.

Deixe um comentário!