Já ajudou 0 pessoas

Herpesvírus ou Gripe do Gato

5.00 avg. rating (99% score) - 17 votes

Herpesvírus ou Gripe do gato em filhotes, sintomas da doença, clamidiose como é transmitida, prevenção da doença, vacinação, preço médio da vacina e etc.

O herpesvírus é um microrganismo que causa a rinotraqueíte, também conhecida como Gripe do Gato, já que os sintomas são bem parecidos com os de uma gripe comum. Na calicivirose os sintomas são parecidos com os da rinotraqueíte, sendo que aparecem úlceras na boca que podem alcançar também as narinas. Este vírus pode atacar os pulmões, causando edema pulmonar e pneumonia.

Gripe do gato e seus sintomas

Tanto o herpesvírus, como o calicivirus são capazes de causar sintomas como:

  • Febre
  • Espirros
  • Tosse
  • Secreção nasal (coriza)
  • Secreção Ocular
  • Salivação
  • Perda de apetite
  • Conjuntivite
  • Úlceras orais
  • Gengivite
  • Pneumonia
  • Alguns sinais clínicos, como os problemas oculares, podem ocorrer sem que haja qualquer sinal respiratório. E nem todos os sintomas podem estar presentes num mesmo gato doente.
    Essas doenças são extremamente contagiosas entre os gatos, sendo mais perigosas para filhotes e para os imunodeprimidos (como idosos, gatos com leucemia ou Aids felina, etc.), podendo causar a morte desses animais.

    Calicivirose em Gatos

    Os gatos com calicivirose devem ter atenção especial, já que as úlceras orais são muito doloridas e pode fazer com que ele pare de se alimentar, agravando mais o quadro. Outra causa comum quando o gato para de se alimentar é a perda do olfato pela secreção nasal abundante.

    Como são transmitidas as doenças virais em gatos

    São transmitidas por meio dos espirros dos gatos contaminados, do contato com objetos, como potes de água e comida, caminha, contato das mãos contaminadas com o gato doente que depois entram em contato com o gato saudável, e da mãe com o filhote (placenta, lambedura dos filhotes).

    Clamidiose

    Além disso, frequentemente, ocorrem infecções bacterianas oportunistas, como por exemplo “clamidiose” responsável por sinais oculares graves (conjuntivite com pus, aguda ou crônica, espirros e tosse, pneumonia etc.) que se somam aos demais sintomas, agravando o quadro.
    Se o seu gato começar a espirrar, tossir, apresentar coriza ou conjuntivite é fundamental que você o leve imediatamente ao veterinário. Somente o médico veterinário poderá diagnosticar o animal, e diferenciar um quadro alérgico do complexo respiratório. O tratamento do complexo respiratório é realizado pelo veterinário,e como é um vírus, o objetivo é combater os sintomas e evitais infecções secundárias, muitas vezes sendo necessário a utilização de antibióticos, mucolíticos, inalação e colírios.

    Prevenção

    A única medida preventiva contra o complexo respiratório é a vacinação anual, que deve ser orientada e aplicada pelo médico veterinário, e mesmo que o gato não saia, a vacinação é necessária!
    Essa é uma doença grave e pode levar o animal à morte se não tratada a tempo e corretamente!
    A clamidiose é prevenida pela quadrupla felina e deve ser aplicada em filhotes e adultos com real risco de exposição, como gatis e casas com muitos gatos.

    Vacinação em Gatos – Preço médio

    O custo de uma vacina varia de acordo com a região da clinica, mas o preço médio é de 80 reais para a tríplice e 45 reais para a antirrábica, lembrando que a vacina contra a raiva (antirrábica) é fornecida gratuitamente pela prefeitura dos municípios, no centro de controle de zoonoses.

    Vacina para gato

    Considerações Finais

    A tabela acima é apenas uma ilustração para fins informativos podendo ser alterada dependendo do médico veterinário.

    Dra. Beatriz Rose Mattes
    Médica Veterinária CRMV – SP 19478

    Publicado em 9 de outubro de 2013

    Este conteúdo ajudou você?

    Sim Não