Clínica Veterinária Especializada em Gatos

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Veterinário especialista em gatos: uma necessidade cada vez maior, algumas clínicas se especializaram em atendimento de Gatos em SP, com profissionais especializados em felinos. No RJ não é diferente a procura é grande.

Gatos possuem necessidades, fisiologia, doenças e tratamentos bem específicos. Além disso, são muito diferentes de cachorros ou outros animais. Apesar de ser uma constatação óbvia, infelizmente muitas faculdades ainda são focadas demais em produção e em cachorros.

Mas este cenário está mudando. Algumas faculdades já estão oferecendo a especialidade em felinos domésticos e já existem vários médicos veterinários especialistas em gatos atuando no mercado. Gatos são muito sensíveis, principalmente para medicamentos. Para evitar erros de diagnóstico e um tratamento eficaz para o seu bichano, o ideal é sempre procurar o veterinário especialista em gatos.

Como deve ser a clínica veterinária especialista em gatos?

Um consultório especializado no atendimento e tratamento de gatos possui várias diferenças de uma especializado em cachorros. O consultório deve ser um ambiente pequeno e fechado, ou seja, não pode haver lugar por onde o gato escape ou que possa se esconder debaixo de móveis. As mesas são vazadas para evitar que o gato se esconda. O ambiente é silencioso e não tem cheiro de cachorro, deixando o animal mais confortável. Alguns veterinários utilizam até mesmo um feromônio no ambiente, para que o animal se sinta mais seguro, confortável e familiarizado.

Gatos serão cada vez mais a opção de animal de estimação

A quantidade de pessoas que opta por ter um gato como animal de estimação está crescendo mais do que o de pessoas que optam por cães. Isso se deve ao fato do gato ser um animal pequeno, limpo, inteligente e independente, o que é perfeito para o cotidiano. Também são as melhores opções para quem mora em apartamento, pois o gato é um animal muito mais silencioso, se comparados com os cães.

No entanto, antes de escolher um gato como opção de companheiro animal, deve-se estudar muito bem. Muitas pessoas querem um companheiro, mas não estão preparadas para arcar com as responsabilidades de se ter um gato. Então leia sobre a personalidade e os cuidados que virão com o seu amado bichano.

Como funciona a vacinação em gatos

Os gatos devem ser vacinados a partir de sessenta dias de idade. Geralmente é dada duas doses da vacina tríplice, quádrupla ou quíntupla. Caso o filhote venha de abrigos ou locais que apresentem riscos, o ideal é fazer até três doses.

A próxima vacina que o gato deverá tomar será a antirrábica, que é dada aos 4 meses de idade. Depois, deve ser dado um reforço anual das vacinas para animais que têm contato com outros gatos ou costumam ficar na rua. Já nos gatos que não possuem contato com outros animais e são criados totalmente dentro de casa, o reforço pode ser ministrado a cada dois anos.

Doenças que podem ocorrer em gatos

Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV)

Conhecida como Aids Felina, a FIV atua prejudicando drasticamente o sistema imunológico do animal. Ela age de forma semelhante à Aids humana e é transmitida por meio do sangue de um gato infectado (lutas, mordidas etc.). Um animal que seja FIN positivo pode viver até cinco anos, se tratado corretamente. Não há cura para esta doença, o que os donos podem fazer é tratar corretamente com vitaminas, dieta e vacinação para prolongar a vida do gato e proporcionar maior qualidade de vida.

Síndrome Urológico Felino (SUF)

É um conjunto do de inflamações do sistema urinário do gato, como a cistite (inflamação da bexiga), infecção, urolitiase/bloqueio utretral, cálculos renais e vários outros problemas que podem advir da síndrome. Geralmente a doença pode ser identificada pela grande dificuldade que o animal tenha de urinar e também pela presença de sangue na urina.

Diabetes em gatos

Os gatos sofrem muito com a diabetes, que é a presença elevada de glicose no sangue. O pâcreas perde a capacidade de produzir insulina. A diabetes está presente principalmente em gatos obesos, por isso é importante controlar o peso do animal.

Lembramos que é necessária pelo menos uma visita anual ao veterinário de seus gatos. Isso irá ajudar a diagnosticar alguma doença que está em formação, além de ajudar manter a saúde de seu amiguinho em dia!

Publicado em 5 de janeiro de 2015

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não