Cães Machos ou Fêmeas – Entenda as diferenças e escolha a melhor opção para voce!

2.00 avg. rating (65% score) - 1 vote

Cães Machos ou Fêmeas? Geralmente, quando estamos pensando em comprar ou adotar um cão, várias questões passam pela nossa cabeça no momento de decidir a melhor opção e uma delas certamente é se devemos ter um cão macho ou fêmea.

O gênero do animal ideal para você depende de vários fatores, como o ambiente em que vai ficar, o comportamento desejado, os humanos com os quais vai se relacionar, a função que terá (apenas companhia ou cão de guarda?), entre outros.

Para facilitar a sua escolha, criamos uma lista com os principais pontos a serem analisados.

Cães Machos ou fêmeas: AtivoCães Machos ou fêmeas Ativo

O cão macho costuma ser mais ativo, inquieto e brincalhão do que a fêmea e seu porte maior requer mais exercícios físicos. Se você não tem muito espaço em sua casa, opte por uma cadelinha, de preferência de porte adequado ao tamanho de seu quintal.

Cães Machos ou fêmeas: Independencia

Ambos são amigos leais, mas cadelas tendem a ser mais independentes e estabelecem ligações afetivas com várias pessoas, enquanto o macho escolhe um tutor em especial e está sempre buscando atenção e carinho dele. Além disso, você deve levar em conta que o macho é mais brincalhão. Assim, cadelas são ideiais para pessoas de mais idade ou que não têm aquele pique para atenção e atividades constantes. Mas uma coisa nós garantimos: ambos vão fazer muita festa quando você chegar da rua!

Macho ou fêmeas: TerritórioMacho ou fêmea Território

Você deve ter em mente que os machos, apesar de serem mais amigáveis com outros animais, tendem a brigar por território e pelas fêmeas. Já as cadelas são mais práticas: elas logo estabelecem uma hierarquia sobre quem manda ali e a respeita, sem brigas constantes pelo “trono”. Assim, se você já tem um macho, prefira uma cadelinha. Se você já tem uma fêmea, a tendência é que ela prefira a companhia de outro macho – mas acabará se entendendo com outra fêmea e poderão se tornar grandes companheiras. Importante lembrar que a maior parte destes comportamentos são causados pelo instinto de reprodução e desaparecem com a castração.

    Macho ou fêmeas: ComportamentoMacho ou fêmea  Comportamento

Neste quesito, as diferenças entre os gêneros são poucas: o maior cuidado deve ser com a personalidade do cão, que não deve ser agressivo ou impaciente. Porém, podemos dizer que os machos costumam ser mais carinhosos, dóceis e abertos a brincadeiras, mas o instinto maternal da fêmea também fará dela uma companhia cuidadosa e gentil.

Macho ou fêmea Agressividade                                                        Macho ou fêmea: Agressividade

Ambos têm o instinto de proteção correndo nas veias: antigamente, o cão vigiava o território enquanto a cadela cuidava da família. Isso quer dizer que tanto machos quanto fêmeas irão lutar para proteger você, sua família e o ambiente em que vivem. As cadelas costumam ser mais atentas e podem ser bastante agressivas quando se sentem ameaçadas. Se optar por um macho, geralmente mais forte, indicamos que ele seja castrado, para evitar que se distraia ao sentir o cheiro de uma fêmea no cio – seu olfato potente alcança quilômetros de distância!

  Macho ou fêmea: adestramento

Geralmente, as fêmeas são mais atentas, aprendem mais rápido e são mais fáceis de treinar. Os machos, apesar de se sentirem mais atraídos por recompensas, são inquietos e se dispersam mais facilmente.

Macho ou fêmea: características geraisMacho ou fêmea características gerais

Não se esqueça que cadelas ficam no cio a cada 6 meses, o que acarreta mudanças bruscas de humor, agitação excessiva e agressividade. Em contrapartida, o cão marca território com jatos de urina. Nos dois casos, nada que uma castração não resolva.

Macho ou fêmea, o importante é que seu novo “cãopanheiro” seja tratado com muito carinho, respeito e dedicação. E uma dica final: as características dos cães variam bastante conforme a raça e comportamento dos pais. Vale a pena pesquisar sobre estes fatores também!

Publicado em 13 de novembro de 2014

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não