Cachorro Idoso: Que cuidados devo ter na alimentação

3.33 avg. rating (72% score) - 3 votes

Cachorro idoso cuidados: Todos envelhecem: nossos pais, amigos e, claro, nossos companheiros animais, cães. A grande questão é saber se você está preparado para cuidar e amar o seu cão quando ele chegar à terceira idade.

Cães idosos irão passar por muitas mudanças e estarão mais propensos a doenças e outros problemas. Serão necessários novos cuidados, atenção e, principalmente, muito amor.

A saúde e o bem-estar do seu cão irá depender do estilo de vida que ele teve. Essa regra tão preciosa para humanos vale para qualquer animal de estimação. Então, o primeiro passo para ter um cachorro vovô feliz é cuidar bem dele desde a primeira idade.

Para ajudá-lo nessa nova fase fofa, confira algumas dicas que preparamos.

Cachorro idoso cuidados: que idade os cães são idosos?que idade os cães são idosos

A idade irá depender da raça do cachorro. Quanto maior o cão, mais rápido ele irá envelhecer. Um cão de porte médio pode ser considerado idoso após os 8 anos e um cão de grande porte pode ser considerado idoso com 5 anos.

Cães idosos vão apresentar pêlos grisalhos, principalmente na região do focinho e dos olhos. Mas muita atenção ao pêlo! Se ficar muito branco ou fino, pode ser sinal de deficiência de nutrientes, então leve-o ao veterinário para pedir uma dieta suplementar. Aliás, acostume-se a isso. Visitas ao veterinário serão frequentes.

Cachorro idoso cuidados: alimentação

Nesta parte, você deverá ter mais cuidado. A alimentação irá afetar tudo no seu amigão, portanto, sempre siga as recomendações de um veterinário.

Cães idosos são menos ativos e têm mais propensão para engordar. A sua necessidade energética diminui 20%. Para evitar a obesidade, um mal que acomete um cão em qualquer idade, pode-se oferecer uma ração específica para cães idosos.

Além da ração especial, aumentar a oferta de fibras é uma boa ideia. Elas ajudam a regular o apetite, na saciedade e na eliminação de gordura.

Problemas de magreza excessiva também podem ocorrer com seu amigão. Isto ocorre em decorrência da diminuição do olfato, o que acarreta na perda do paladar. Neste caso, deve-se oferecer alimentos bem saborosos. Para estimular ele a comer, também ofereça pequenas porções durante o dia, com mais frequência. E sempre comida fresca!

Cachorro idoso cuidados: característicasCachorro idoso cuidados características

A pele se torna mais fina

Cães idosos possuem uma pele mais fina, portanto, mais propensa a calos. Também são comuns tumores benignos de pele, mas fique atento para o desenvolvimento de tumores malignos. Caso seu cão apresente a pele seca, isso pode ser facilmente resolvido com suplementação alimentar recomendada pelo veterinário.

Artrite: um mal do cão idoso

A artrite é um dos problemas que podem ocorrer na velhice do seu amigão. Com ela, vêm as dores e a dificuldade de locomoção. Caso este problema apareça, exercícios físicos controlados podem ser muito úteis para ajudar o seu animal a ter uma melhor qualidade de vida. Em caso de artrite, fique de olho na alimentação. Devido à dificuldade de locomoção, ele poderá engordar mais.

Perda de audição, olfato e visão

Um cão em idade avançada sofre com a decadência de seus sentidos tão aguçados. Se ele está esbarrando muito em móveis, pode estar perdendo a visão. Caso não atenda seus chamados e comandos, pode estar perdendo a audição. Caso esteja com falta de apetite, pode ser problemas no olfato.

Apesar da perda natural de seus sentidos, caso note alguma alteração, leve-o rapidamente ao veterinário.  Podem ser sintomas de doenças como catarata, infecções e problemas dentais. Todo o cuidado é pouco! Seja como for, amor, carinho e paciência serão importantes para ele.

Cuidando dos dentes

Cães idosos irão perder os dentes, assim como idosos humanos. Mas isso não significa que não devemos nos preocupar com alterações dentárias e bucais. Pelo contrário, cães idosos precisam de mais cuidados e atenção com a sua saúde bucal.

Nem sempre a perda de dentes é natural da idade. Em muitos casos, ele pode estar com alguma doença na gengiva. Além da dor e do desconforto, caso essas bactérias entrem na corrente sanguínea poderão comprometer gravemente a saúde do cão.

Um dos cuidados básicos e frequentes que você deverá ter com seu cão para prevenir doenças na gengiva e demais problemas é a escovação constante dos dentes dele.

Calos e unhas quebradiças

Calos em cotovelos e demais partes do corpo serão mais frequentes no seu cão idoso. Isso acontece porque eles passarão mais tempo deitados. Para minimizar este problema, colchões, colchonetes e almofadas podem ajudar muito. Além de prevenir calos, aindam pode prevenir problemas nos ossos. Para diminuir esses calos, use cremes e óleos na região afetada.

As unhas também se tornarão mais fracas e quebradiças. Portanto, mantenha elas sempre aparadas para que o seu cão não se machuque.

Seu cão terá uma drástica redução no sistema imunológico. Portanto, ficará mais suscetível a desenvolver doenças. Para evitar problemas para ele, é importante exterminar pulgas, carrapatos, mosquitos e outros parasitas, que são grandes transmissores de doenças. Mantenha as vacinas em dia e ele sempre desverminado.

Estas são algumas dicas básicas para manter a saúde de seu velho amigão. Tem algum cachorro idoso? Compartilhe sua história com ele nos comentários!

Publicado em 16 de dezembro de 2014

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não