Aprenda como adestrar um cachorro filhote e aproveite a melhor fase do aprendizado canino.

2.50 avg. rating (63% score) - 2 votes

Aprenda como adestrar um cachorro filhote e aproveite a melhor fase do aprendizado canino.

Você acha que seu amiguinho é muito esperto, mas de vez em quando podia desacelerar um pouco? Bem, essa energia toda é normal em filhotes, mas o ideal é que você aproveite para canalizá-la de uma forma saudável ajudando-o a entender alguns comandos. Dessa forma, você pode adestrar um cachorro filhote e aproveitar a melhor fase do aprendizado canino. O princípio é básico: todo filhote precisa de um líder, assim como as crianças precisam dos pais. “Ouça o Podcast em inglês” Clique aqui

Aprenda como adestrar um cachorro filhote: quanto mais cedo melhorAprenda como adestrar um cachorro filhote

Há algum tempo se dizia que os filhotes só deveriam ser adestrados após os 6 meses de vida, mas hoje se sabe que é logo nos primeiros meses que o seu cérebro está preparado para receber mais informações e processá-las com bastante facilidade. Então, a dica é prestar bastante atenção no que ele faz e começar bem cedinho a ensiná-lo a se comportar da forma que você – o líder – quer e começar assim ensina-lo a fazer xixi no lugar certo.

Aprenda como adestrar um cachorro filhote: use a falta de coordenação motora e a gula a seu favor

 

ensinar o filhote

Uma das vantagens de ensinar o filhote está no que você pode achar que é desvantagem para ele: ser atrapalhado, ter pouca coordenação motora e ser guloso. Então, use a própria alimentação como isca para ele fazer o que você quer. Se ela não despertar muito interesse, o petisco é infalível. Mas tome cuidado para não acabar desbalanceando a alimentação dele. Lembre-se de sempre dar uma alimentação adequada à idade do seu filhote e ao biotipo do cão, de acordo com a raça – pequena (como Poodle, York Shire e Pinscher), média (Pit Bull, Cocker Spaniel e Beagle) ou grande (Pastor Alemão, Labrador e Fila Brasileiro, por exemplo).

Por outro lado, a falta de coordenação ajuda, por exemplo, na hora do comando para sentar. Como eles têm dificuldade em andar de ré olhando para cima quando são novinhos, se você segurar a alimentação bem acima da cabeça dele quando ele estiver em pé, movimentado-a para trás, ele acabará sentando. É a hora de dar a recompensa. Mas não se esqueça das palavras de comando, como “senta”. Da mesma forma, faça ele deitar. Veja algumas outras dicas:.

Dicas
Na hora do passeio Na hora do passeio de coleira na rua, deixe a guia sempre curta, segurando seu amigão do seu lado esquerdo. A tendência é ele querer puxar, mas quem deve andar na frente é você, mostrando o caminho a ele, não o contrário. Se ele se apressar, puxe a guia com calma mas com segurança, coloque-o junto a você e diga “não”.
Tom de voz Não esqueça nunca que ele não entende o que você diz, mas como você diz. Por isso, o tom com que você fala as palavras-chave é muito importante. Faça um tom agradável para os acertos e um rígido para os erros. Ele tem que perceber a diferença.
Chame a atenção Agredir seu amigão, filhote ou não, nem pensar. Procure alguma coisa que faça barulho para que ele entenda que aquilo não está certo, como bater com um jornal no chão, por exemplo. Um copinho fechado chacoalhando com moedas também serve.
Instinto Você sabia que os filhotes já nascem sabendo dar a patinha? Esse é um comportamento instintivo, por exemplo, quando ele quer alguma coisa. Já notou o filhotinho mamando, como ele empurra a teta da mãe com a patinha? O leite sai com mais força e ele se sente recompensado. Use esse instinto a seu favor, pedindo a patinha e recompensando-o com a alimentação ou petisco.
Não desista Todo filhote é capaz de aprender. Pode ser que alguns tenham o temperamento mais dominante, mas com certeza ele vai acabar cedendo à recompensa. Aprendendo a obedecer ele também estará mais apto a respeitar limites – e com isso, a convivência entre todos na casa sai ganhando. E quando já for um adulto bem treinado será muito mais fácil participar do dia a dia, mesmo quando tiver visitas.

Saiba mais em Adestramento de filhotes

Publicado em 3 de novembro de 2014

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não