Alimentação natural para cães – (comida natural)

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

A nutrição é de longe um dos mais importantes pilares do caminho para o crescimento saudável e otimizado de um cão. Para crescer forte e saudável um cãozinho precisa de muito amor, exercícios, estimulo mental e é claro, uma comidinha saudável que atenda a todas suas exigências.

Muitas pessoas ficam com muitas dúvidas ao entrar no mundo da alimentação natural para cães , tudo é muito novo para a maioria delas: meu cão não terá deficiências nutricionais? Ele crescerá como esperado? Se desenvolverá por completo?

Quando se cria um animalzinho desde o começo com alimentação caseira – (comida natural) é importante estar atento a alguns pontos que vamos abordar aqui.

  • Veterinário nutrólogo ou zootecnista;
  • Necessidades nutricionais;

O primeiro passo sem dúvida é encontrar um veterinário nutrólogo ou um zootecnista que acompanhará o desenvolvimento do seu animal desde o começo até ele se tornar um adulto, ter alguém de confiança, com uma boa formação em nutrição é de suma importância, visto que formular dietas é uma tarefa complexa que não deve ser deixada na mão de leigos.

Filhotes têm necessidades nutricionais específicas e muitos fatores poderão afetar a composição de sua dieta. Algumas raças têm necessidades específicas que devem ser levadas em consideração na formulação da dieta, mas é importante lembrar que apesar das particularidades, toda dieta natural deve ser corretamente suplementada, assim não faltará nenhum nutriente.

Ao chegar à nova casa seu filhotinho estará comendo ração, do canil ou da ONG de onde veio, então o primeiro passo, após a nova dieta ter sido formulada, é fazer uma transição gradual da ração para a alimentação natural, para evitar que ocorram distúrbios gastrointestinais como diarreia, por exemplo.

A nova dieta deve ser introduzida aos poucos, diminuindo a quantidade de ração, dia após dia.

Como fazer a substituição da ração, pela alimentação natural?

Como fazer a substituição da ração, pela alimentação natural

A troca do tipo de alimento deve ser gradativa para não causar distúrbios gastrointestinais.
Sugestão:

1º dia: substituir 25% da ração seca pela alimentação natural;
2º dia: substituir 50% da ração seca pela alimentação natural;
3º dia: substituir 50% da ração seca pela alimentação natural;
4º dia: substituir 75% da ração seca pela alimentação natural;
5º dia: pode ser oferecido só alimentação natural.

 

Outro ponto de extrema importância e que muitas pessoas ignoram é que um animal que está em crescimento precisa de reavaliação constante, pois suas necessidades irão mudar conforme ele for crescendo.

A quantidade de comida deverá aumentar progressivamente até determinada idade (que varia de acordo com a raça e porte) e depois se estabilizará, passando a uma dieta de manutenção.

Uma das maiores vantagens de criar um filhote com alimentação natural é que a formulação específica, criada só para o seu bichinho, será feita para atender exatamente as necessidades dele, e pode ser ajustada sempre que for necessário.

Seu animalzinho é muito agitado? Há ingredientes que podem ajudar a acalmá-lo um pouquinho. Ele tem alergias alimentares? A dieta será ajustada para manter esses ingredientes de fora, e por ai vai. Um profissional de confiança, que acompanhe a curva de crescimento e o desenvolvimento do seu animal saberá o que ele precisa para expressar o melhor de sua genética e seu novo bebê, com certeza agradecerá a alimentação saborosa e feita com carinho, pensando nele.

 

Onde comprar comida natural para cachorro? A  La Pet Cuisine oferece aos cães e gatos uma opção de alimentação natural e prática, sem aditivos e conservantes.

Publicado em 27 de maio de 2017

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não