Já ajudou 0 pessoas

Adotar um Cachorro

5.00 avg. rating (99% score) - 16 votes

Adotar um Cachorro para muitas pessoas é um ato de amor mas principalmente um ato de consciência, pessoas que possuem animais de estimação os consideram como membros da família, oferecendo-lhes muito carinho, amor, atenção e o devido respeito que merecem, proporcionando-lhes uma vida digna e confortável.
No entanto, infelizmente, existem muitos donos de cachorro que simplesmente abandonam seus animais nas ruas por motivos banais por sujarem a casa, destruírem objetos, por não proporcionarem uma casa segura com grades, o não castramento por falta de informação, por serem desobedientes, por serem as vezes agressivos com outros animais dentro de casa e outros motivos tais como mudança de casa para apartamento, divorcio, mudança para outra cidade a chegada de um filho ( gravidez), falta de tempo ou condições econômicas e outros problemas utilizados como justificativas de abando.
Embora o abandono seja crime previsto pela Lei Federal nº 9605/98, esta prática é muito comum. Qualquer um dos motivos apresentados e outros quaisquer que venham a surgir não justificam, em hipótese alguma, o abandono de um cachorro ou de outro animal de estimação.
Os animais também sentem fome, frio, sede, alegria, dor, solidão, angústia, medo e precisam de cuidados básicos, ficam doentes, precisam de assistência médica, atenção e carinho, assim como nós, humanos.
São extremamente apegados aos donos e à família que os acolhem, portanto podem sentir uma profunda tristeza e pânico quando abandonados. Saibam mais em posse responsável
Sem aprofundarmos na questão, pode-se observar grande número de animais soltos em vias e logradouros públicos, com toda sorte de problemas que causam e sofrem os animais não supervisionados, tais como acidentes de trânsito, agressões, crueldade e transmissão de doenças para outros animais e para o próprio homem. Ainda, empresas privadas e instituições públicas tais como escolas, unidades de saúde, pronto-socorros, parques e delegacias, entre outros, vivenciam incontáveis e repetidas situações de animais abandonados às suas portas.
Na maioria dos casos, gera-se uma situação conflituosa onde, por um lado, estão os que protegem parcialmente estes animais, dando abrigo provisório, alimento e água, sem um envolvimento completo para a solução da questão, muitas vezes até por desconhecer saídas que hoje já se vislumbram; por outro lado, estão os que solicitam a retirada desses animais, criando um ciclo interminável e pouco resolutivo.
A simples remoção desses animais de estabelecimentos ou locais públicos não tem demonstrado resultados efetivos no controle destas populações, uma vez que a situação do ambiente local não cria perspectivas de controle; ficam mantidas as condições de abrigo, água e alimento, propícias a introdução de outros animais, na maior parte das vezes, suscetíveis à doenças.
São recomendações dadas ao proprietário de animal de estimação manter este animal domiciliado, alimentado, vacinado, vermifugado e esterilizado, o que garante menores riscos à saúde humana e animal, seja no local onde este animal esta domiciliado, seja no entorno.
Lembre-se também que existem muitos cães sem raça definida com as mais variadas características a espera de um lar.
Adotar um cachorro é um ato de amor e responsabilidade.

Publicado em 2 de março de 2013

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não